25 anos de correio eletrônico

25 anos de correio eletrônico

A equipe NetSol trabalha com mensagens eletrônicas há mais de 25 anos. Tudo começou no ano de 1992, quando Jorge Eduardo Quintão, fundador da NetSol, começou a administrar mensagens eletrônicas das redes de BBS’s, Bulletin Board Systems, FidoNet e RBT.

A FidoNet foi uma rede de troca de mensagens eletrônicas entre BBS’s. Fundada em 1984 por Tom Jennings, que morava na Califórnia, a FidoNet foi trazida para Minas Gerais em 1992 por Jorge Eduardo Quintão, que também participou da fundação da RBT, Rede Brasileira de TeleInformática e da LusoNet. Um pouco desta história pode ser vista na página História da RBT.

A RBT chegou a possuir 130 BBS’s filiados, que realizavam troca diária de dados para transferência das mensagens eletrônicas. 


 

Nesta época a rotina de um usuário de BBS que queria ler suas mensagens era bem diferente do que temos hoje.

O usuário precisava entrar no BBS, selecionar o menu de mensagens e fazer o download do pacote de mensagens para leitura offline (como a conexão era pela linha telefônica, ficava inviável ficar conectado o tempo todo para ler e responder as mensagens).

Com o pacote de mensagens para leitura offline recebido, o usuário se desconectava do BBS e então chamava o Blue Wave Offline Mail Reader, onde podia ler e responder as mensagens. Finalizada a leitura/escrita das mensagens, o usuário se conectava novamente ao BBS para o envio do pacote de mensagens.

Mensagens endereçadas a outros BBS’s eram encaminhadas de madrugada, utilizando as redes FidoNet, RBT e LusoNet.

 

Algum tempo depois, alguns BBS’s de forma pioneira começaram a disponibilizar o envio de e-mails pela internet através de um nó de rede no Rio de Janeiro. O IBASE, Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas, era responsável por este nó e redistribuía as mensagens para a internet (que nesta época só existia no meio acadêmico) através de links ligados às universidades brasileiras. O envio de um e-mail levava em média 24 horas para chegar ao destino, pois a troca de mensagens entre os BBS’s e o IBASE aconteciam somente de madrugada.

 

Em 1995, o Brasil veio a conhecer uma tecnologia pela qual posteriormente iria se apaixonar. Pela primeira vez, o cidadão comum podia ter acesso à internet na modalidade IP discado. O BHNET, provedor internet fundado pelos diretores da NetSol, foi novamente pioneiro e começou a oferecer o acesso aos usuários de Minas Gerais. Além da navegação web e da transferência de arquivos via FTP, o BHNET oferecia um endereço de e-mail para seus usuários. Através deste e-mail, era possível encaminhar e-mail para qualquer pessoa conectada à Internet no mundo. O tempo da entrega das mensagens diminuiu bastante e os leitores de correio também evoluiram.

O índice de SPAM era próximo de zero e ter um e-mail era símbolo de status. A maioria das conexões ainda era discada, o que fazia com que as pessoas fizessem a conexão para envio e recebimento das mensagens. O sendmail era o principal servidor de correio, e os webmail ainda tinham uma interface muito simples.

 

O tempo passou e hoje temos um cenário bem diferente. A maioria dos usuários já faz o acesso ao e-mail usando o navegador web ou dispositivos móveis como smartphones e tablets.

Cada empresa possui um servidor de e-mail local ou hospeda o seu domínio na nuvem. O spam se tornou um problema bem mais chato, e, o e-mail é o alvo preferido de hackers que tentam iniciar um ataque por e-mail.

 

A equipe NetSol continua trabalhando para oferecer sempre o que existe de melhor para seus clientes. Atualmente a NetSol oferece várias soluções de correio (NetSol Share, Zimbra, Office 365, NetSol Mail ArchiveNetSol Mail Filter, NetSol MX Backup, etc).

Nos últimos tempos, a NetSol tem se especializado em montar cenários híbridos com parte das contas de um domínio localmente (on-premises) e parte das contas na nuvem, parte das contas no Office 365. Se você precisa melhorar o serviço de correio da sua empresa, converse com a Equipe NetSol!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *